100% VIAGENS PERSONALIZADAS

As informações que você não sabia sobre a Guerra do Vietnã

Atualizada 19 março 2020
Guerra do Vietnã foi o conflito entre o Vietnã do Norte, apoiado pela União Soviética, e o Vietnã do Sul, apoiado pelos EUA

A Guerra do Vietnã foi o conflito entre o Vietnã do Norte, apoiado pela União Soviética, e o Vietnã do Sul, apoiado pelos Estados Unidos da América. A guerra fazia parte do contexto da Guerra Fria, quando os EUA e a União Soviética não se enfrentaram diretamente, mas através de intervenções em territórios que poderiam se tornar aliados no futuro.

Guerra do Vietnã

Os soldados guerrilheiros guardam um posto avançado na fronteira entre o Vietnã e o Camboja,a qual é protegida por suportes de bambu envenenados

1. Quais são os países participantes na guerra?

Após a Guerra da Indochina, de acordo com Conferência de Genebra em 1954, foi criado a Zona Desmilitarizada do Vietnã do Paralelo 17 (chamado simplemente de o Paralelo 17), dividindo o Vietnã em duas partes que mais tarde eram a guarnição das duas forças se confrontam:

Uma é Vietnã do Norte, ou seja República Democrática do Vietnã, governada por Ho Chi Minh. Seus aliados são Frente Nacional para a Libertação do Vietnã (FNL) no sul do País, União Soviética, China e Coreia do Norte.

Outra é Vietnã do Sul, ou seja República do Vietnã, governada pelos presedentes vietnamitas que apoiados pelos EUA, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Filipinas e Tailândia.

Embora a guerra é chamada de "Guerra do Vietnã" porque foi travada principalmente no Vietnã, ela se espalhou por toda a Indochina, arrastando os países vizinhos Laos e Camboja para a guerra. Portanto, a guerra também é conhecida como Segunda Guerra da Indochina e, como o principal oponente são os EUA, é frequentemente chamada de Guerra de Resistência contra a América no Vietnã.

2. Quando aconteceu a Guerra do Vietnã?

De acordo com um documento do Departamento de Defesa dos EUA, a Guerra do Vietnã foi iniciada em 1 de novembro de 1955, quando foi estabelecido o Grupo Consultivo de Assistência Militar dos EUA (MAAG) no Vietnã. Mas segundo o Vietnã, essa guerra começou em 1947, quando os EUA começaram a prestar ajuda à França, para que a França continuasse lutando no Vietnã.

Mas as atuais visões gerais e ortodoxas do governo vietnamita e dos estudiosos do mundo ainda consideram que a Guerra do Vietnã foi oficialmente iniciada em 1954, quando os EUA começaram a enviar publicamente conselheiros militares para intervir a situação interna no Vietnã.

A guerra terminou oficialmente com a derrota do presidente Duong Van Minh da República do Vietnã (governo fantoche estabelecido pelos EUA no Vietnã do Sul) em 30 de abril de 1975.

3. Qual é o alvo da guerra?

Do lado dos EUA, esta foi uma guerra entre duas ideologias: comunismo e anticomunismo e o governo dos EUA quis apenas impedir a expansão do comunismo no Sudeste Asiático. No entanto, alguns estudiosos americanos que se opuseram a essa política consideraram que este foi apenas uma guerra de agressão em novo estilo colonial para servir aos interesses das empresas capitalistas americanas.

Do lado do Vietnã, esta é uma guerra justa pela independência e reunificação do Vietnã. Para os vietnamitas, os americanos eram simplesmente a mais recente presença da agressão estrangeira no Vietnã e a guerra contra os EUA foi a última fase da longa luta pela independência do final do século XIX.

4. Acontecimentos da guerra

Guerra do Vietnã

As florestas de mangue na Delta do Mekong no Vietnã foram devastadas por produtos químicos tóxicos usados pelos militares dos EUA

Tudo começou no fim da Guerra da Indochina, quando Conferência de Genebra em 1954 terminou e estipulou que o Vietnã foi temporariamente dividido em duas áreas até que a eleição geral unificada do Vietnã fosse realizada em julho de 1956, sob o controle do Conselho Internacional de Supervisão e Controle.

No entanto, a delegação do Estado do Vietnã (o antecessor da República do Vietnã) e a delegação dos EUA se recusaram a assinar o Acordo. Como resultado, a Estado do Vietnã rejeitou a eleição geral do Vietnã enquanto recebava ajuda dos EUA. Em agosto de 1955, Ngo Dinh Diem rejeitou publicamente a eleição geral para unificar o Vietnã no espírito da Declaração Final na Conferência de Genebra.

Para transformar o sul do Vietnã em um país independente, separado da União Francesa, para eliminar todas as influências e privilégios coloniais da França no Vietnã, em 23 de outubro de 1955, o ex-primeiro ministro do Vietnã do Sul, Ngo Dinh Diem organizou o "referendo" para depor rei Bao Dai do Estado do Vietnã e se tornar presidente da República do Vietnã, fundada em 1956.

Pois consideraram o Vietnã do Sul uma área importante em sua estratégia anticomunista no sudeste da Ásia, Os EUA iniciaram intensas intervenções no Vietnã do Sul, tais como: forneciam armas e treinavam tropas por Ngo Dinh Diem, traziam especialistas americanos para o Vietnã do Sul como conselheiros.

Com o apoio dos EUA, a República do Vietnã continuou a se recusar a negociar sobre eleições gerais e, ao mesmo tempo, tentou consolidar seu poder, suprimindo ferozmente os comunistas no sul. Enquanto isso, o Vietnã do Norte ainda se prepara para as eleições gerais e tenta buscar as soluções pacíficas.

Depois disso, as tensões entre as duas regiões continuaram a aumentar com uma intervenção mais profunda dos EUA. Em 2 de novembro de 1963, Diem foi assassinado. Coincidentemente, 20 dias depois, o então presidente dos EUA, John F. Kennedy, também foi morto. Lyndon Johnson, o presidente sucessor, decidiu enviar tropas americanas ao Vietnã para lutar diretamente.

O Congresso dos EUA inicialmente não apoiou essa decisão, mas após um incidente com um destróier norte-americano no Golfo de Tonquim que é disse que foi uma retaliação dos vietnamitas, foi pressionado a concordar. Anos mais tarde, em 2005, documentos secretos revelaram que não houve ataque ao destróier e foram todas as manobras do presidente para obter apoio público para entrada na guerra.

O envolvimento americanos no Vietnã marcou o início da era sangrenta do conflito. Nesse momento, a guerra já recebeu ampla atenção do mundo. Apesar de suas poderosas armas e tecnologia avançada, os militares dos EUA ainda não conseguiram derrotar os guerrilheiros do Viet Cong (Frente de Libertação Nacional do Vietnã) e do exército norte-vietnamita.

Em 1968, o comandante militar do Vietnã do Norte, o General Vo Nguyen Giap, projetou a Ofensiva do Tet, resultando que forçou os EUA a "se sentar à mesa de negociações" com o Vietnã do Norte. Ao mesmo tempo, uma série de protestos anti-guerra surgiu nos Estados Unidos e em todo o mundo devido à divulgação de que os norte-americanos estão usando armas químicas e causando massacres indiscriminados de civis.

De 1968 a 1972 foi o processo de luta nas frentes militar e política entre os dois lados. Em março de 1972, o Exército do Vietnã do Norte e o Viet Cong lançaram uma rebelião estratégica e uma ofensiva geral, combinando com os esforços diplomáticos para desencorajar e forçar os EUA a se recuarem completamente da luta. Embora a campanha não tenha trazido uma clara vantagem militar, deixou a sociedade americana muito cansada. A opinião pública americana e o mundo pressionaram o governo a alcançar uma paz negociando de acordo com o compromisso de resolver a guerra que o presidente norte-americano prometeu.

Guerra do Vietnã 2

Protesto do povo americano pelo fim da guerra

No final de 1972, os Estados Unidos Americanos e a República Democrática do Vietnã haviam alcançado um compromisso fundamental dos principais pontos do Acordos de Paz de Paris. E no início de 1973, os Estados Unidos retiraram suas tropas da guerra mas seus conselheiros militares ainda estavam presentes no Vietnã e continuaram a comandar e coordenar as operações militares até o final da guerra.

Nos anos de 1973 a fevereiro de 1975 foram o momento em que os dois lados opostos se prepararam para a próxima grande batalha - a ofensiva geral e rebelião na primavera de 1975. A ofensa ocorreu durante 55 dias e noites, de 5 de março até 30 de abril de 1975, quando o Presidente Duong Van Minh da República do Vietnã se rendeu incondicionalmente.

5. O resultado e as consequência da guerra

A rendição do presidente Duong Van Minh terminou a guerra mais feroz da história do Vietnã com a vitória retumbante do exército vietnamita. Para os vietnamitas, a vitória do Vietnã tem um significado importante da história.

Embora a guerra tenha terminado, as suas consequências ainda são evidentes, desde os ferimentos nos corpos de veteranos e civis, as doenças e deformidades das vítimas de produtos químicos tóxicos, até a separação das famílias bem como as terras contaminadas ou minas remanescentes.

Segundo estatísticas diferentes, o número de mortos vietnamitas na Guerra do Vietnã é de 2 a 5 milhões, além de milhares de outros são incapacitados ou feridos. Os sobreviventes continuam enfrentando problemas economicas, sociais, ambientais, de saúde e psicológicos as quais a guerra causou.

Os EUA pulverizaram 45.260 toneladas (cerca de 75 milhões de litros) de produtos químicos tóxicos no sul do Vietnã, dos quais milhares de vietnamitas se tornaram suas vítimas. O número de bombas que os aviões americanos jogaram no Vietnã foi de 7,85 milhões de toneladas, quase três vezes o número total de bombas que todos os países usaram na Segunda Guerra Mundial.

Após a guerra, quase 800.000 toneladas de bombas não explodido continuam a causar acidentes, causando mais de 42.000 mortes e 62.000 feridos de 1975 a 2014, poluindo 6,6 milhões de hectares de terra (representando 20% da área total do Vietnã).

Guerra do Vietnã 1

Civis vietnamitas em pânico que fogem dos ataques dos soldados norte-americanos

Para mais informações, visite website da Asiatica Travel - Operadora de viagem local no Sudeste Asiático


Artigos relacionados

Religião no Vietnã: Tudo que você precisa saber

A religião vietnamita retrata uma imagem diversificada e rica de harmonia entre espiritualidade e cultura. Dos templos antigos aos pagodes sagrados, as relíquias religiosas não são apenas locais para praticar crenças, mas também símbolos que expressam a interferência cultural multidimensional e profunda dentro da nação.

Arte marcial do Vietnã: Tudo que você precisa saber

Arte marcial do Vietnã é uma parte indispensável da cultura e da história da nação, não apenas com valor em termos de habilidades de luta, mas também como uma conexão profunda com o espírito e as tradições do povo vietnamita. 

 
10 hábitos estranhos dos Vietnamitas
Esta é a refeição Vietnamita tradicional. Muitos estrangeiros têm morado no Vietnã por mais de dois anos,
10 fatos sobre as mulheres vietnamitas
este post, mostrarei 10 fatos sobre mulheres vietnamitas. Quais são as características típicas das mulheres vietnamitas?
Ano Novo Lunar Vietnamita
Cultura vietnamita e outros países asiáticos que são influenciados pelo chinês, o ano novo lunar é o feriado mais importante do ano.
Ao Dai - o símbolo da cultura vietnamita
Ao Dai não apenas é o traje tradicional mas também serve como um símbolo nacional do Vietnã com uma beleza elegante